Finanças

Organização: a chave para seu negócio!

planejamento-financeiro2Pagar o aluguel, tributos, boleto de lojas, a parcela do financiamento do carro, fechamento de caixa, atividades comuns à maioria das pessoas não é mesmo? A resposta é sim se você for um empresário e necessita administrar as contas pessoais e de sua empresa.

Até aí não há nada de errado, entretanto, para alguns empresários, é comum, por exemplo, realizar gastos pessoais com o dinheiro de sua empresa. Se você se enquadra nessa descrição ou quer evitar um problema como esse, comece a se ORGANIZAR, pois misturar as contas pode acarretar consequências como desconhecimento dos resultados reais tanto pessoais quanto da empresa.

Para evitar situações como essa, a palavra de ordem é organização. Abaixo separamos três dicas valiosas para a sua organização financeira:

 

1- Separe as contas pessoais das empresariais

É necessário destacar que se você passou ou está passando por uma situação assim não há motivos para se envergonhar. A confusão patrimonial é mais comum do que imaginamos, porém é necessário a vontade de reverter essa situação!  O primeiro passo para ter conhecimento dos resultados da empresa é distinguir as contas pessoais das empresariais e quitá-las utilizando seus respectivos bens ou direitos. Parece fácil não é mesmo? Uma dica interessante é utilizar duas contas correntes, uma sua e outra da empresa, isso facilitará diferenciação dos patrimônios.

 

2- Mantenha controle de todos os gastos

Agora que você já sabe que é necessário diferenciar seus patrimônios, não esqueça da grande importância que há em armazenar os dados referentes às entradas e saídas de dinheiro organizadamente e, simultaneamente, utilizá-los para facilitar sua rotina.

Neste momento você poderá usar coisas simples mas que te auxiliarão no controle, como por exemplo, as planilhas. Todavia, é importante ressaltar a existência de softwares específicos, até mesmo para o seu smartphone, de controle financeiro que são de fácil utilização e fornecem informações muito interessantes por meio de relatórios automáticos.

 

3- Defina um Pro labore

O termo pro labore vem do latim e significa “pelo trabalho”. Ele representa a remuneração que os administradores da empresa, especificados em contrato, recebem por exercerem suas funções e equivale a um salário comum, salvo algumas diferenças em relação a encargos sociais. Além disso, o pro labore pode ser uma grande ferramenta para controlar as finanças suas e da empresa, visto que, ao estabelecê-lo, você limitará a quantia de capital que retira mensalmente da empresa, evitando que prejudique o orçamento dela e também contribuirá para seu próprio controle, dado que terá um valor mensal pré-definido para gerir e suprir suas necessidades, o que, a longo prazo, pode lhe a garantir maturidade financeira necessária para alcançar seus objetivos.

Achou difícil? Comece a praticar e verás que é mais simples do que você imaginou. E lembre-se mantenha essas dicas sempre em mente e tenha certeza de que ser um empresário e uma pessoa de sucesso será muito mais fácil!

 

Se organize e o sucesso virá até você!

 

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.