Empreendedorismo

O empreendedorismo feminino está ganhando mais espaço

O número ainda é pequeno, mas a cada dia aumenta mais o empreendedorismo feminino no país, e eles mostram que em negócios não há sexo mais fraco

O empreendedorismo feminino está ganhando mais espaço

O empreendedorismo feminino cresce a passos largos no Brasil e, embora ainda em menor número do que os homens, as mulheres mostram que em negócios não há sexo mais fraco.

Após a conquista da independência, o progresso no mercado de trabalho e também carreira política, as mulheres chegaram a um nível, que em tempos remotos, foi dos homens – refiro-me ao empreendedorismo.

Hoje, as mulheres são a maioria da população brasileira, de acordo com o último senso realizado em 2013, e na questão empreender elas estão mais abertos a negócios, como explica uma pesquisa feita pelo Sebrae, entre 2002 e 2012.

Ocorreu um aumento de 19% na quantidade de empresárias no Brasil neste período. Entre os homens, o número foi bem menor, apenas cerca de 3%. Hoje, as mulheres correspondem a 31% do total de proprietários de empresas no país.

A força feminina no ato de empreender tem chamado a atenção em algumas regiões do país, onde as empresas estão sendo abertas e elas é que estão no comando.

 

Empreendedorismo feminino em todo o mundo

Pesquisa feita este ano pela Global Entrepreneurship and Development Institute, o maior estudo sobre o empreendedorismo no mundo, e acompanhou em 70 países neste último ano e que mostra alguns dados importantes sobre o empreendedorismo feminino no mundo.

Os Estados Unidos aparecem como o primeiro lugar, seguido pela Austrália, o Reino Unido e a Dinamarca. O Brasil ocupa a 55ª posição no cenário atual. Foram avaliados 33 aspectos econômicos e sociais, como a igualdade de gênero, a absorção de tecnologia, a liderança feminina e aceitação do risco. As notas são de 0 a 100.

O empreendedorismo feminino está ganhando força em todo o mundo

A nota brasileira foi de 31,1 pontos; Os Estados Unidos 82,9; ficando em último colocado, o Paquistão, com apenas 15,2.

Se formos analisar a posição do Brasil é muito pouco para um país em que as mulheres são a maioria. De acordo com os dados do IBGE, em 2013, a população feminina era de 103,5 milhões, ou seja, 51,4% da população. O que está a ser avaliado não é a enorme população de mulheres no país, mas a sua participação e poder nas empresas de um modo geral.

Elas tem culpa disso? Claro que não! Infelizmente, no Brasil, é necessário mudar as políticas e deixar que essas novas empresárias possam atuar no mundo dos negócios.

Exemplos, tais como a equalização de salários, o preconceito, a escolaridade a evolução de seus direitos precisam ser revistos. Os princípios de Empoderamento das mulheres precisam acelerar em nossa sociedade.

 

O Desafio inspira as mulheres empreendedoras

A executiva de operações da agência NAMP!, Ellen Marques, 27 anos, explica como é ser uma empresária, pois isso acrescenta responsabilidades e crescimento profissional.

Um empreendedor não tem medo de iniciar projetos. Ele se torna persistente, acredita no seu potencial, e também sabe que um insucesso é apenas uma ocasião para aprender a ser ainda melhor, e não para ficar temerária.

Uma pessoa se transforma em um empresário, porque ela tem ideias inovadoras e desafiadoras, e sabe como implementá-las de forma a realizar um sonho.

Ela continua dizendo: A primeira situação em que passei por isso, foi no período em que comecei a aplicar o treinamento na área de construção civil, para os empregados, que eram todos do sexo masculino, muitas pessoas pensaram que eu não conseguia falar e não tinha competência para agregar valor ao trabalho feito por eles, mas no dia a dia fui demonstrando que o treinamento só adiciona mais valor  para o trabalho dentro da empresa.

E finaliza: Mulheres, quando surgirem os obstáculos para realização de seu sonho, faça deles o trampolim para o sucesso. Sejam perseverantes!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.